[REFAÇÃO] Agricultura urbana: um mercado para gerar impacto ambiental e social

Tempo de leitura: 4 minutos

Nos últimos anos, o Brasil tem experimentado um aumento no interesse pela comida saudável. Para se ter uma ideia, até 2021 o mercado de alimentação saudável terá um crescimento de mais de 4% ao ano. Ao mesmo tempo, o cuidado com o meio ambiente também é importante. Nesse cenário, há um grande destaque para a agricultura urbana.

A abordagem traz a possibilidade de criar negócios com impacto social em diversas frentes. As empresas que adquirem os itens de produtos do tipo, por exemplo, desenvolvem responsabilidade social e ambiental.

Para entender os aspectos, veja alguns benefícios da agricultura urbana e como ela gera negócios de impacto social.

Favorece o abastecimento dos mercados locais

O caminho do campo até a mesa é longo e, muitas vezes, caro. Para que os grãos e outros produtos saiam dos seus locais de produção e cheguem às grandes cidades, há uma logística complexa e que leva ao encarecimento do elemento. Além de tudo, o agricultor fica relativamente isolado devido às distâncias.

Na agricultura urbana, isso é diferente. Campo e cidade praticamente se misturam e os espaços urbanos são ocupados, também, por pequenas plantações. Eventualmente, é uma característica que encurta o caminho da comida até a mesa, o que permite o consumo de itens frescos, sazonais e com menor dificuldade.

Melhora a qualidade da alimentação

A facilitação da logística está diretamente relacionada à qualidade da alimentação e, em última análise, ao bem-estar e à saúde. O motivo é simples: uma logística menos complexa leva a um acréscimo menor de preço. Como resultado, os produtos se tornam acessíveis e mais pessoas podem consumir itens saudáveis.

Além disso, o envolvimento da comunidade com a produção, como em hortas comunitárias, muda a percepção dos indivíduos sobre os alimentos. Comer de forma adequada deixa de ser uma obrigação da medicina e adota um caráter natural, que faz parte da vida local.

Em muitos casos, também colabora para o aumento da segurança alimentar, pois diminui os riscos de desabastecimento e, principalmente, amplia a capacidade de escolha.

Contribui para o meio ambiente

Ainda que seja importante, a produção extensiva gera diversos impactos na natureza. O uso intenso de fertilizantes, o desperdício e até a emissão de gases na logística sobrecarregam os recursos naturais. Já a agricultura urbana tira parte do peso que existe sobre a matriz do meio ambiente.

Para melhorar, é uma forma de criar espaços verdes nas cidades, que, normalmente, são repletas de concreto e asfalto. Ao ampliar a permeabilização do solo, as chances de enchentes e alagamentos diminuem. Já a presença de áreas umidificadas evita as ilhas de calor e favorece a qualidade do ar. Os espaços servem, ainda, como abrigo para a biodiversidade, que, frequentemente, é expulsa do perímetro da cidade.

Traz novas possibilidades de produção

Parte da otimização do cuidado com a natureza se relaciona ao surgimento das novas alternativas de produção. Quanto mais investimento há na agricultura urbana, maior é o número de descobertas e melhor é o impacto de atuação e de inovação.

Um case de sucesso é a BeGreen, a primeira fazenda urbana da América Latina. No local, são utilizadas técnicas de aquaponia e hidroponia. Os vegetais são produzidos longe de agrotóxicos, ao mesmo tempo em que a produtividade não é prejudicada. Com novos meios de atividade, é possível expandir o conceito de forma contínua.

Aumenta a integração e resolve problemas sociais

O impacto dessa agricultura também é social. A partir da criação de fazendas urbanas e hortas comunitárias, por exemplo, a comunidade fica muito coesa. Há um senso de participação e integração, o que tem grande poder conciliador.

A criação de empregos locais e o aproveitamento da mão de obra que está ao alcance levam à geração de riqueza local. Isso pode diminuir a criminalidade, melhorar a educação alimentar de crianças e adolescentes e trazer novos projetos de desenvolvimento. Mais que atuar no prato, portanto, é uma atividade para mudar a realidade.

A agricultura urbana pode originar negócios de impacto social e ambiental em várias frentes. Por isso, vale a pena considerar o investimento nesse ramo e aproveitar todos os benefícios.

Para não perder nenhum conteúdo, assine nossa newsletter e esteja sempre atualizado!

Sobre André Lara Resende


Fatal error: Allowed memory size of 134217728 bytes exhausted (tried to allocate 4899482 bytes) in /home/wwwbaanko/public_html/wp-includes/wp-db.php on line 1930