Por que é importante ter um mentor no meu negócio de impacto social?

Tempo de leitura: 3 minutos

O sonho de começar algo próprio passa pela cabeça de muita gente. E a cada dia somos instigados a abraçar alguma ideia em nome do empreendedorismo. Por isso, ter um mentor nessa fase inicial faz a diferença, pois é o tipo de profissional que traz bagagem e conhecimento de causa.

Mesmo que o seu objetivo seja o de empreender com foco na responsabilidade social, essa é a ajuda que não pode faltar na estruturação de seu planejamento, porque você terá a chance de ajustar alguns detalhes e ainda potencializar o seu ecossistema.

No Brasil, segundo a Endeavor, esse tipo de negócio vem “pipocando” de todos os lados. Dessa maneira, iniciar o seu projeto com o respaldo de alguém que tem muito a oferecer é a medida mais acertada. Listamos neste post algumas vantagens de se ter um mentor em seu negócio. Veja!

1. Serve como modelo

O mentor é exemplo de sucesso, sendo assim, as suas orientações cabem na medida certa. Ele é alguém para te inspirar, alertar, apresentar ideias inovadoras. Enfim, é a ponte para o sucesso de seu empreendimento social.

2. Acrescenta com a experiência

Mentor empresarial e negócio de impacto social, o que isso tem a ver? Muita coisa! Primeiro porque, independentemente do conceito, trata-se de um processo de criação de empresa e ele é o orientador ideal nessa condução, devido às experiências adquiridas ao longo de anos.

O seu negócio é social, já que visa solucionar problemas na sociedade, mas também apresenta um ideal capitalista, portanto, ninguém melhor do que o mentor para te ajudar a conceber isso, pois ele conhece os empecilhos que marcam a estreia e a trajetória de um empreendedor. Afinal, tanta destreza é resultado de muita experiência!

Segundo o IBGE, mais de 50% das empresas deixam de funcionar porque os gestores, em muitos casos, não têm conhecimento. Se você quer passar longe dessa estatística, é importante refletir sobre a necessidade de um profissional com know-how para te ajudar a alavancar, potencializar e planejar as estruturas do negócio e gerenciamento.

3. Observa fora da caixa

Por mais experiência que você tenha com a sua profissão, abrir um negócio requer bem mais. Com frequência nos deparamos com gente vendendo e comprando sonhos fora da realidade. Nada contra almejar um ideal, mas fazer isso com os pés no chão é uma saída inteligente para o sucesso.

O mentor te ajuda a alinhar a ideia, pois a sua visão experiente alcança limites que um iniciante não consegue obter. Ele é capaz de analisar o conceito do negócio, pontuando o que é essencial, acrescentando detalhes importantes e descartando concepções irrelevantes.

4. Conecta gente relevante

O termo “ecossistema” é muito utilizado entre os empreendedores. E o seu conceito tem muito a ver com esse tópico, porque sugere dependência, mas não de uma forma negativa: ele nos diz que precisamos um dos outros para sobreviver. O seu negócio de impacto social precisa de outras pessoas, de outras empresas e do governo para funcionar.

Nesse sentido, ter um mentor eleva a qualidade do seu projeto social porque ele pode atrair ou te indicar gente relevante. “Networking” é o que há para sobreviver nesse meio.

5. Ter um mentor agrega valor

Se ter um mentor pode te conectar a outros grupos importantes, certamente, isso também melhora o posicionamento de seu empreendimento social, seja frente a sociedade, classe empresarial, mídia.

Esse “guru” dos negócios te ajuda a compreender melhor cada processo, meta e objetivo, afinal de contas, o seu olhar é mais pontual e muitas vezes certeiro. Por isso ter um mentor é a forma mais adequada de começar, olhando para um futuro promissor. É o tipo de investimento que compensa.

Percebeu a importância de ter alguém experiente para te auxiliar? Nós podemos oferecer isso e muito mais. Entre em contato com a gente e confira!

Sobre André Lara Resende

Idealizador e Empreendedor Social na Baanko, Professor na FDC, Consultor no BID, Presidente Voluntário do Instituto Um Pé de Biblioteca, Engenheiro Eletricista, Membro e líder de capítulo na SDSN rede da ONU para o desenvolvimento sustentável local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *