Modelagem de Negócios de Impacto Social: saiba como tirar sua ideia do papel

Tempo de leitura: 3 minutos

A falta de planejamento é um dos principais motivos para que muitos negócios venham a falir prematuramente.

Assim como qualquer outra empresa, para os negócios de impacto social isso não é diferente. É preciso fazer um planejamento completo para que seja possível tirar a ideia do papel da forma mais segura possível.

Porém, muitos empreendedores sociais não sabem por onde começar. Por esse motivo, vamos apresentar uma ferramenta que poderá auxiliar nesse processo: O Canvas para Negócios de Impacto Social. Acompanhe o post para entender melhor sobre ela!

O que é o Canvas para Negócios de Impacto Social?

É uma ferramenta para modelagem de negócios baseada no Business Model Canvas, que também é conhecido como Canvas.

O Canvas é uma tabela composta por blocos que devem ser preenchidos com o objetivo de ajudar o empreendedor a estruturar melhor o seu modelo de negócio.

A diferença entre eles é que no Canvas para Negócios Sociais os blocos são direcionados para o perfil de negócios de impacto social, auxiliando melhor o empreendedor social a planejar seu negócio.

Como utilizar o Canvas?

Agora, iremos apresentar cada bloco do Canvas Social. Eles deverão ser preenchidos na ordem que será apresentada abaixo:

1. Visão

A visão corresponde ao objetivo em longo prazo que a empresa quer atingir. Aqui deverá estar bem claro o impacto que ela quer causar na sociedade, baseado no problema social ou ambiental que pretende resolver!

2. Oportunidades

Esse bloco representa fatos ou algum contexto que serve como motivação para a existência do negócio. Mais que isso, qual a hipótese existente para que ele consiga atingir a sua visão.

3. Proposta de valor

Aqui deverá estar bem claro e explícito qual tipo de valor o negócio social pretende criar. O foco é mostrar como ele irá melhorar a vida das pessoas, ou seja, como irá resolver a dor do cliente.

4. Stakeholders

O bloco dos stakeholders compreende todos que, de alguma forma, vão interagir com o negócio.

Como exemplo, podemos citar os clientes, que são os principais beneficiados, ou então os influenciadores, as pessoas que podem vir a apoiar o projeto.

5. Relacionamento

Após definir quais são os stakeholders, é preciso apresentar que tipo de relação cada um deles gostaria de ter com a empresa. Ou seja, como será o contato deles com o negócio.

Note que esse ponto é essencial para um negócio de impacto social, haja vista que quanto mais a empresa se relaciona com seus clientes, melhor ela entenderá sua realidade.

6. Canais

Esse bloco deverá explicar como a empresa levará os seus serviços aos seus clientes. Para a realidade de negócios de impacto social é interessante entender se o canal proposto é acessível aos seus potenciais clientes. Caso não seja, não haverá impacto.

7. Principais resistências

A jornada empreendedora é cheia de obstáculos, não é mesmo? Para os negócios de impacto social eles se multiplicam.

Portanto, no bloco das principais resistências devem ser colocados quais são esses obstáculos a serem enfrentados a curto, médio e longo prazo.

8. Fonte de recursos

A fonte de recursos representa de onde virá o capital para manter a empresa funcionando. Esse capital poderá ser financeiro, intelectual, dentre outros.

Portanto. é importante entender quais são as alternativas existentes para que os clientes possam ter acesso à sua solução.

9. Recursos principais

Aqui deverão ser listados todos os recursos que o negócio precisará para funcionar, sejam eles social, intelectual, trabalhista, financeiro, etc.

Esse ponto é essencial para o negócio de impacto social, principalmente no que diz respeito aos recursos sociais, pois sem eles há o risco do negócio não existir.

10. Atividades principais

As atividades principais representam como será traduzida a proposta de valor em ações práticas e impactantes. Além disso, como elas interagem com todos os outros blocos, tal como os canais de distribuição.

11. Consequências potenciais

Por fim, as consequências potenciais representam o verdadeiro impacto que o negócio poderá levar para a sociedade.

Entendeu como criar um planejamento para negócios de impacto social? Então siga nossas redes sociais — Facebook, Twitter, Linkedin e Instagram — para acompanhar mais dicas!

Sobre André Lara Resende

Idealizador e Empreendedor Social na Baanko, Professor na FDC, Consultor no BID, Presidente Voluntário do Instituto Um Pé de Biblioteca, Engenheiro Eletricista, Membro e líder de capítulo na SDSN rede da ONU para o desenvolvimento sustentável local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *