Coworking: 5 motivos para os empreendedores sociais apostarem nele

Tempo de leitura: 3 minutos

Na certa, você já ouviu falar em coworking, mas você sabe o que isso significa?

Coworking é um novo conceito e modalidade de trabalho, no qual o mesmo espaço é dividido por profissionais independentes, como freelancers, autônomos, empreendedores, startups, entre outros.

Esse modelo de trabalho surgiu nos Estados Unidos em 2005 e chegou ao Brasil em 2008. E pelo visto não é só modismo: o coworking veio para ficar, e as empresas têm apostado cada vez mais nesse tipo de recurso.

E não é para menos: os benefícios são muitos! No post de hoje, vamos dar 5 motivos para empreendedores sociais — e outros profissionais também — apostarem nesse modelo de trabalho. Confira!

Quais são os benefícios de minha empresa ou startup usar um coworking?

1. Redução de custos

A redução de custos é um dos principais benefícios do coworking, já que não há contrato de aluguel: você paga somente pelo período de uso, que pode ser por horas, dias ou meses. Os escritórios compartilhados oferecem toda infraestrutura de trabalho, com mesas, cadeiras, computadores, água, luz, telefone, internet, café, armários individuais, salas de reuniões, entre outros.

Dessa forma, você economiza uma boa grana, que seria gasta com a aquisição de materiais de escritório e até uma possível reforma no espaço. Sendo assim, você pode direcionar o dinheiro economizado para investir na proposta de seu negócio.

2. Networking

O trabalho em um espaço gera interações, e interações geram networking. No mundo dos negócios, o networking faz toda a diferença para um empreendedor. Por meio dessa prática, surgem novas ideias de negócio, parcerias de sucesso e até nascem empresas de sucesso.

Nesse espaço, inclusive, é possível que você encontre outros empreendedores sociais: vocês podem trocar ideias sobre seus negócios e se ajudarem mutuamente.

3. Acesso a investidores

Se você é um empreendedor social em início de carreira, precisa de investimentos para seu negócio, certo? Em um escritório compartilhado, você terá oportunidade de falar sobre seu projeto para as pessoas com quem tiver contato. Isso aumenta as possibilidades de conseguir investidores.

O investimento pode, inclusive, vir de alguém que nem divide o espaço com você, mas ouviu falar de seu projeto a partir de outra pessoa que está no mesmo ambiente de trabalho que o seu.

4. Mais produtividade

Você pode estar pensando em trabalhar no regime home office, o que também seria uma boa opção para economizar no início do negócio. Mas todos sabem que é preciso muita disciplina para trabalhar em casa, e as distrações tiram o foco de qualquer pessoa com muita facilidade.

Nesse caso, o coworking significa mais produtividade, pois mesmo que várias pessoas estejam no mesmo local, todas estão focadas no trabalho. Por isso, as chances de se dispersar são menores e você consegue produzir mais durante o dia e, assim, cumprir suas metas.

5. Mais aprendizado

Os escritórios compartilhados reúnem pessoas de diferentes culturas, formações e profissões. Ter contato com outros “mundos” possibilita que você aprenda coisas diferentes e, para um empreendedor, o aprendizado e a evolução devem ser constantes.

Além disso, o coworking possibilita o compartilhamento de ideias. Dessa forma, você pode distribuir seus conhecimentos e contar com pessoas de outras profissões para auxiliarem seu projeto, enriquecendo ainda mais seu trabalho.

Gostou de saber mais sobre o coworking? Está em busca de desenvolvimento no empreenderismo social? Entre para o CONNECTA!

Sobre André Lara Resende

Idealizador e Empreendedor Social na Baanko, Professor na FDC, Consultor no BID, Presidente Voluntário do Instituto Um Pé de Biblioteca, Engenheiro Eletricista, Membro e líder de capítulo na SDSN rede da ONU para o desenvolvimento sustentável local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *